A Hora da Verdade

A Hora da Verdade no blog do Herasmo Leite

25 de mai de 2015

Turiaçu -Agência do Banco Postal foi assaltada


Bandidos praticaram um assalto a uma agência do Banco Postal de Turiaçu, distante 152 km da capital maranhense, São Luís, na manhã desta segunda-feira (25). De acordo com testemunhas, os suspeitos chegaram em uma motocicleta modelo Bros, de cor preta, anunciaram o crime, rendendo os funcionários da agência dos Correios que atua como correspondente na prestação de serviços bancários básicos. Não houve feridos.
De acordo com o delegado regional de Pinheiro, Toriel Sardinha – que responde pela região –, o caso aconteceu por volta das 9h. Eram dois bandidos, mas apenas um estava armado. Eles levaram toda a quantia dos caixas – que não foi revelada. “Não tinham seguranças, o que facilita a ação dos bandidos”, declarou ao G1 MA.
Policiais militares e civis foram enviadas para a cidade de Turiaçu, para reforçar a segurança na região e fazer as buscas pelos suspeitos. A Delegacia Regional de Pinheiro avalia a necessidade de envio do Grupo Tático Aéreo (GTA) nas buscas.

Sortudo - Suspeito de assalto sobrevive após levar cinco tiros


assaltantebaleadohor255(Foto: Divulgação)
Um homem sobreviveu após levar cinco tiros durante uma tentativa de assalto neste domingo (24), no bairro da Cohab, em São Luís. O suspeito, ainda não identificado, tentou assaltar uma mulher e foi surpreendido por outra pessoa, também não identificada, que fez os disparos contra o assaltante.
O suspeito de assalto foi socorrido e levado para o Socorrão II. Ele não corre risco de morte.
O autor dos disparos fugiu do local.

Pinheiro: Buracos tomam conta das ruas da cidade e provocam revolta contra o prefeito Filuca Mendes



A população de Pinheiro está revoltada com o descaso do prefeito Filuca Mendes, pago com o dinheiro público para resolver os problemas da cidade. 
A comunidade reclama que as ruas estão cheias de crateras, provocando prejuízos materiais para os donos de veículos e até graves acidentes. "Não existe uma só rua em Pinheiro que não esteja cheia de buracos. Até a rua Grande, a principal via publica da cidade está parecendo uma tábua de pirulitos. Até parece que jogaram uma bomba atômica," disse um comerciante.
A situação é maios grave nos bairros. No João Castelo os próprios moradores  resolveram tapar os buracos da ruas utilizando entulho e resto de material de construção, como mostram as fotos. "Tivemos que tomar essa atitude depois de telefonarmos dezenas de vezes para a prefeitura cobrando uma operação tapa-buracos para o bairro, mas nunca nos atenderam", disse um morador.
Uma moradora disse que o prefeito Filuca não tem nenhum compromisso com os moradores do bairro. "E olha que o João Castelo é um dos maiores redutos eleitorais do prefeito. O bairro foi abandonado.  A eleição está chegando e vamos dar o troco”, disse a moradora.

Governo investirá mais de R$ 20 milhões em transporte escolar



O Governo do Estado investirá somente em 2015 mais de R$ 20 milhões no transporte escolar de estudantes do Ensino Médio, incluindo os da Educação Escolar Indígena. Deste montante, mais R$ 11 milhões são do Programa Estadual de Apoio ao Transporte Escolar (Peate), instituído pelo governador Flávio Dino para beneficiar estudantes residentes no meio rural.  
Em caráter complementar ao Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (Pnate) do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), o Peate destinará, diretamente aos municípios maranhenses, o equivalente a R$ 200 reais per capita aluno/ano, isto é, enviará, a cada ano, R$ 200 vezes o número de alunos do Ensino Médio no município. O valor que o governo vai repassar pelo Peate é superior ao repassado pelo Programa Nacional, cujo valor per capita é de R$ 148,07 reais. Os números válidos para o cálculo são do Censo Escolar do INEP/MEC, relativos ao ano anterior.
O decreto que regulamenta os critérios e normas de transferência de recursos financeiros aos municípios, pelo Programa Estadual, foi assinado na semana passada pelo governador Flávio Dino, foto,  e instituído pela Lei 10.231 de 24 de abril de 2015. Com a medida serão beneficiados estudantes dos 217 municípios maranhenses.
“O Peate está dentro das ações do ‘Escola Digna’, em um dos eixos estruturantes, que é o regime de colaboração com os municípios. Além disso, nosso governo já está promovendo, de forma planejada com as redes municipais, outras ações como a assessoria técnica, formação continuada, alfabetização, correção de distorção da idade série e a substituição das escolas de taipa, palha e barro, por estruturas de alvenaria. Todas em favor da aprendizagem dos estudantes maranhenses,” destacou a secretária de Estado da Educação, Áurea Prazeres.
A transferência dos recursos financeiros do Peate será feita de forma descentralizada e automática para os municípios integrantes do Programa, em três parcelas, de acordo com cronograma estabelecido pela Secretaria de Educação.
Para participar, o município deverá habilitar-se mediante a assinatura de um termo de adesão celebrado com o Estado, por intermédio da Seduc. A documentação necessária e os prazos para adesão ao Programa serão disponibilizados em www.educacao.ma.gov.br.
Os recursos repassados à conta do Peate devem se destinar a pagamentos de despesas com reforma, seguros, licenciamento, impostos e taxas, pneus, câmaras e serviços de mecânica em freio, suspensão, câmbio, motor, elétrica e funilaria, recuperação de assentos, combustível e lubrificantes do veículo. Somente poderão ser custeadas despesas com seguros, licenciamento, impostos e taxas, se forem referentes ao ano em curso.
Além disso, o Estado autorizará o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), órgão vinculado ao Ministério da Educação, a repassar diretamente aos municípios os recursos do Pnate, relativos aos alunos de ensino fundamental da rede estadual de ensino, beneficiados com transporte escolar executado pelos Municípios.

(Box)
Critérios
Os critérios para o cálculo do montante de recursos financeiros a serem destinados aos municípios serão definidos com base nos seguintes parâmetrosárea total do município, em km² e o número de alunos matriculados no ensino médio nas escolas estaduais em área rural que utilizem transporte escolar, conforme dados do Censo Escolar do INEP/MEC, relativos ao ano anterior ao do atendimento.