A Hora da Verdade

A Hora da Verdade no blog do Herasmo Leite

16 de dez de 2014

Jefferson Portela diz que coroneis não devem se ausentar durante maior crise de Segurança do Estado



Assessoria Flávio Dino 65

Indicado para comandar a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão durante o governo de Flávio Dino, o delegado Jefferson Portela posicionou-se na manhã desta terça (16) sobre a polêmica acerca do curso de treinamento para coronéis da Polícia Militar do Maranhão a partir de 2015.
Trata-se de um edital publicado no site da PM no fim do governo Roseana Sarney que pretende que, a partir de 2015, metade dos coronéis da PM se afastem por 2 anos de suas atividades para fazer um curso de treinamento fora do Maranhão.
“No momento em que o sistema está em crise, nós não podemos prescindir de 50% do comando policial”, disse Jefferson Portela – e completou: “Nós precisamos é de mais policiais no comando, no planejamento, na execução das operações de segurança”.
O caso foi tratado na tribuna da Assembleia Legislativa pelo deputado Marcelo Tavares – que afirmou ser preciso ter bom senso para a realização dos cursos de aprimoramento, visto que metade do contingente policial não pode deixar o Estado ao mesmo tempo.
Os índices de insegurança no Maranhão aumentaram nos últimos anos. Segundo o Observatório da Violência, o número de homicídios aumentou 400% nos últimos 12 anos, ou seja, é cinco vezes maior que em 1992.
Segundo as informações da Equipe de Transição do atual governo, dos 24 coronéis do Maranhão, 12 estão inscritos no curso de férias que deve durar até 2 anos. O próximo secretário da pasta antecipou ainda que nesta terça o Coronel Alves (futuro comandante da Polícia Militar) solicitou conversa com o atual comando (Coronel Zanoni) para tratar formalmente sobre o caso.
“O Maranhão vive a pior crise de Segurança da sua história e precisamos de colaboração para trazer paz para o nosso estado. Na área de Segurança Pública, cada homem afastado faz falta,” afirmou Portela.


Coligação Todos pelo Maranhão - Flávio Dino 65
Assessoria de Imprensa
Aline Louise (98) 9194-8808
Camila Rocha (98) 8198-5686

Pinheiro - Hospital Macrorregional será concluído e inaugurado pelo governador Flávio Dino



O hospital Macroregional de Pinheiro, que foi idealizado pelo ex-governador Jackson Lago,  não pôde ser inaugurado por Roseana Sarney, que renunciou o mandato no último dia 10, para não entregar a faixa ao novo governador.

Jackson Lago chegou a conveniar com a prefeitura de Pinheiro a construção do hospital durante a administração do então prefeito Zé Arlindo, mas os recursos foram   confiscados assim que Roseana "apeou" o governador através de um golpe jurídico e assumiu a gestão.

Durante a campanha para sua reeleição em 2010, Roseana Sarney anunciou a construção do hospital após ser cobrada por lideranças politicas de toda a região. A governadora chegou a anunciar a inauguração do mesmo por duas vezes, mas desistiu porque as obras ainda não estavam conclusas.

No último sábado o governador Arnaldo Melo esteve em Pinheiro visitando o hospital e anunciou sua inauguração para o dia 27. Chegando a São Luis, Arnaldo Melo achou precipitada essa data e desmarcou a inauguração, que será feita por Flávio Dino, possivelmente no segundo semestre de 2015

O Hospital Macroregional de Pinheiro tem capacidade para 100 leitos, e está está orçado em R$ 17.788.453,60. Seus serviços serão de alta complexidade. 

Pastores da Assembléia de Deus no Maranhão estão reunidos em em Coelho Neto





Desde ontem 15, a cidade de Coelho Neto passou  a ser sede  da 75ª Assembléia Geral Ordinária da Convenção Estadual das Assembléias de Deus no Maranhão-CEADEMA com o tema “Pastor: líder, sacerdote e profeta”.

Durante cinco dias os obreiros da denominação no Maranhão estarão reunidos para estudos, debates e deliberações internas da instituição que congrega o segmento no Estado. Os obreiros serão ciceroneados pelo Pastor Presidente da Assembléia de Deus em Coelho Neto Raimundo Nonanto Monteiro Branco que atualmente é o 5º vice-presidente da CEADEMA.

Neste ano 2014, a CEADEMA completa 80 anos de sua fundação e organização e realizará nos dias 15 a 19 de dezembro sua 75ª AGO, na cidade de Coelho Neto. São percorridos oitenta anos repletos de atividades evangelísticas, pastorais e administrativas junto às igrejas Assembleias de Deus no Maranhão.

Durante a abertura do evento será feita a entrega oficial do imponente prédio que abrigará o templo sede da denominação na cidade.

Turiaçu - MP pede regularização de aulas em Centro Quilombola



Instituição possui 25 alunos matriculados no ensino médio.
Atraso na conclusão de obras deixou alunos sem aulas.
Do G1 MA

O Ministério Público do Maranhão (MP-MA), por meio da Promotoria de Justiça do município de Turiaçu, que fica a 469 km da capital São Luís, ajuizou Ação Civil Pública contra o Estado do Maranhão, para que seja regularizada a oferta de ensino no Centro Quilombola de Formação por Alternância Raimundo Sousa, localizado no povoado Jamari dos Pretos.

Em visita a uma  escola do povoado, no dia 20 de agosto, o promotor de Justiça Renato Madeira Reis constatou que não foi ofertado ensino regular em 2014 e que a unidade passava por reformas com prazo de conclusão para o fim de setembro.

Em depoimento ao Ministério Público, a diretora da unidade de ensino do povoado Jamari dos Pretos, Carmen Suely Mouchereck Rabelo, afirmou que a instituição possui 25 alunos matriculados no ensino médio, integrados à educação profissional de nível técnico em agropecuária.
Contudo, ao realizar nova inspeção no dia 26 de outubro, o representante ministerial verificou que as obras não foram concluídas. Como consequência, todos os alunos permaneciam sem aula.

Outro problema identificado pelo promotor é referente à reclamação de alunos acerca da não entrega de certificados, mesmo após terem concluído a carga horária do ensino médio.  A gestora explicou que os certificados não foram emitidos pelo fato de, até o momento, não existir o ato normativo de criação do curso, o que impede seu reconhecimento autorizado pela Secretaria de Educação do Estado.

Na ação, o MPMA requer a concessão de antecipação de tutela para obrigar o Estado do Maranhão a regularizar imediatamente as aulas referentes ao semestre de 2014, no Centro de Formação Quilombola Raimundo Souza. O promotor requer, ainda, a imediata emissão dos certificados de conclusão de curso para os egressos da unidade escolar do povoado Jamari dos Pretos.