A Hora da Verdade

A Hora da Verdade no blog do Herasmo Leite

10 de mai de 2016

Lobão Filho assume mandato do pai no Senado na próxima semana

ATUAL7 Lobão Filho assume mandato do pai no Senado na próxima semana

Articulação para a troca foi antecipada pelo Atual7. Edinho votará a favor do impeachment de Dilma



Yuri Almeida PUBLICADO POR
YURI ALMEIDA

HÁ 14 MINUTOS
O suplente de senador Lobão Filho assume na próxima semana o mandato do pai no Senado, o ex-ministro de Minas e Energia, Edison Lobão. A articulação para a troca foi antecipada pelo Atual7 há pouco mais de duas semanas, e chegou a ser desmentida nos bastidores por Edinho, como é mais conhecido, sob a alegação de que o seu pai era “contra esse tipo de operação”.

Pelo acordo, fechado pela cúpula sarneyzista do PMDB no dia 22 de abril passado e confirmado publicamente por Lobão Filho somente agora, o ex-ministro de Minas e Energia votará apenas a admissibilidade do processo de impeachment de Dilma, e sairá de licença em seguida para tratamento de saúde, por 180 dias, deixando o caminho livre para que o filho possa votar o mérito do impedimento presidencial.

Como esperado, o voto de Lobão Filho será favorável ao impeachment de Dilma. Na reunião, ele chegou a informar que essa será a resposta que pretende dar ao isolamento da petista durante a campanha ao governo do Maranhão em 2014, quando foi derrotado por Flávio Dino (PCdoB), aliado da presidente Dilma.

Medo de Moro

Programada para acontecer uma semana após o encontro da cúpula sarneyzista do PMDB, a saída de Edison Lobão do Senado para dar vez ao filho acabou vagando no tempo por conta de um suposto empecilho jurídico a que o ex-ministro de Dilma havia sido alertado.

Apontado pela força-tarefa da Lava Jato como beneficiário de pagamentos da UTC, Andrade Gutierrez, Camargo Corrêa e Odebrecht, Edison Lobão aguardou a confirmação de que, ao sair de licença, realmente não perderá o foro privilegiado. Ele temia que seu caso pudesse parar no colo do juiz federal Sério Moro, que cuida da Lava Jato.

Após a confirmação, reconfirmação, outra reconfirmação e outras confirmações e reconfirmações mais, Edison Lobão liberou então o filho para dar as boas novas à imprensa e aliados que não sabiam da reunião e nem da decisão até antes da revelação feita pelo Atual7.

“Meu pai vota a favor da admissibilidade. E como tem restrições éticas em relação à votação do mérito eu vou assumir o mandato na próxima semana”, declarou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário