A Hora da Verdade

A Hora da Verdade no blog do Herasmo Leite

24 de fev de 2017

Nesta sexta-feira 24 tem Traíra de Óculos em Paraiso



Para comemorar o 10° aniversário do bloco  “PARAÍSO FOLIA” o povoado vai receber nesta sexta-feira 24 a banda “Traíra de Óculos”, a mais badalada do carnaval pinheirense.

Segundo o ex-vereador Jaelson, organizador do evento, a partir das 17 horas haverá um grande arrastão de foliões, com som automotivo e um paredão de som. Em seguida haverá a tão esperada festa com a banda Traíra de Óculos.

“Haverá  muita cerveja gelada e  muita gente bonita. Não fique de fora, venha curtir essa explosão de alegria!”

Um comentário:

  1. Tendo em vista o crescente avanço do rebanho evangélico, e o câncer social que representa o carnaval; o qual conseguiu sobreviver, e até se proliferar ainda mais, devido ao fato de ter-se tornando um mercado, cujo lucro é arrecadado de pessoas entorpecidas, além de servir de "forrageira" para triturar os valores morais, cristãos, familiares etc. E o que é pior: as micaretas e carnavais fora de época, se continuarem na proporção atual, vão ligar o Brasil por um só trio elétrico ao longo dos 365 dias do ano:
    Lares que se desfazem;
    Livre prostituição;
    Pessoas que desaparecem sem deixar vestígios;
    Jovens que estreiam nas drogas; outros que simplesmente se atolam no vício já iniciado;
    Mortes por acidentes a assassinatos;
    Assaltos domésticos e externos;
    Gastos com atendimentos médico-hospitalares e segurança se agigantam, durante esses dias de ditirambo (bacanal ou embriaguez coletiva);
    O lado do prejuízo pago por todos os contribuintes: meses que antecedem a farra momesca, ministérios, secretarias, fundações (das esferas federal, estaduais e municipais) liberam milhões de reais para financiarem a folia. Arrecadações de impostos pagos isonomicamente por: espíritas, evangélicos, católicos, umbandistas etc.
    Pelo que eu sei, há uma imensa comunidade de cidadãos que abomina tal patuscada. Porquanto, solicito a V. Exª (deputado “Ernesto”) que, numa sinergia com a parcela sóbria desse Congresso, apresentem um projeto que objetive, pelo menos, reparar as perdas financeiras dos contribuintes que não usufruem as desgraças do carnaval.

    ResponderExcluir