A Hora da Verdade

A Hora da Verdade no blog do Herasmo Leite

31 de mai de 2017

Operadora Claro constrói torre em Pinheiro com objetivo de melhor e aumentar o alcance do sinal na cidade


A montagem da torre da Operadora Claro que proverá o sinal de celular no município, já está sendo montada, faltando apenas à parte elétrica ser concluída. A nova torre da Claro tem 70 metros de altura e fica no bairro João Castelo. O objetivo da instalação da nova torre, é melhorar e aumentar o alcance do sinal de celular  num raio de 15 quilômetros e disponibilizar a tecnologia 3G para a internet.  

Um comentário:

  1. EM PINHEIRO: FACULDADE DE MEDICINA OU CAIXA 2 DE VICTOR MENDES?

    Embora seja ciente dos cortes, nos recursos destinados à Educação, imbuído talvez pela saga da promoção politiqueira, o deputado Victor Mendes luta aos trancos e barrancos para manter o curso de Medicina, em Pinheiro: mesmo se tratando de um sonho pedagógica e financeiramente inviável.
    O parlamentar oportunista, nascido e criado sob a abastança do dinheiro fácil, desconhece uma regrinha doméstica adotada em períodos de crise: se 2 pessoas comerem num só prato, o gasto com comida cai pela metade, e ambas ficam satisfeitas.
    Graduação em Medicina é a mais oneroso de todas, assim, mantê-la naquele Campus pode ocasionar a descapitalização dos demais cursos ali existentes. Se remanejado para São Luís, o curso de Medicina também poderá ter o seu custo reduzido à metade; pois será absorvido pela “estrutura-tronco” da UFMA ou por conveniados dela: corpo docente, instalações físicas, hospitais-escolas etc. Tudo isso pode ser utilizado sem produzir despesas inviabilizantes.
    Quanto aos alunos, majoritariamente oriundos doutros rincões do país, porquanto, constituem a parte mais interessada em exercer pressão para saírem de um ambiente provinciano, e o pior: onde recebem uma formação profissional fajuta: simplesmente para garantir a próxima reeleição de um filhote sarneysista da terceira geração, compelido pela sanha de perpetuação no poder. Pouco se importando com a excelência profissional dos doutores que vão cuidar da saúde da população.
    Como tudo se resume em dinheiro, financiar obras que exibem uma existência apenas visual, é também uma outra versão de Caixa 2, porque representam verbas públicas, mantendo a “paternidade eleitoreira” de um projeto socialmente contraproducente. Inclusive, o Ente que mais inspira confiança no povo brasileiro, o Ministério Público Federal, já se pronunciou pela transferência da aludida extensão para a capital maranhense.
    Enfim, o deputado pertence a uma oligarquia, por isso, incorporou um tempo, quando o Erário Público investia milhões em projetos fantasioso tão-somente para beneficiar um grupelho, ou até mesmo um indivíduo! -Durante os seus discursos histriônicos, Victor chaga a apontar o governador Flávio Dino, como suposto sabotador da proeza que o deputado teria engendrado para a Baixada Ocidental Maranhense.

    ResponderExcluir