A Hora da Verdade

A Hora da Verdade no blog do Herasmo Leite

21 de jun de 2017

Vereador Riba de Bom Viver diz em pronunciamento na Câmara que não reconhece o Tambor de Crioula como Manifestação Cultural e é severamente criticado nas redes sociais.


Em um pronunciamento no Plenário da Câmara Municipal de Pinheiro, o vereador Riba de Bom Viver - foto -   meteu os pés pelas mãos ao dizer que não reconhece o Tambor de Crioula como manifestação cultural. "O tambor de crioula para mim é uma simples dança e por isso não tem meu apoio" disse o vereador.   De inicio o edil levou um vaia dos seus pares e das pessoas que estavam na galeria. Em seguida uma enxurrada de cometários com criticas severas contra o mesmo foi postada nas redes sociais.

Veja uma dessas manifestações:
                
TAMBOR-DE-CRIOULA NÃO É CULTURA?
É PINHEIRO LADEIRA ABAIXO!

Que triste!
Foi assim que um vereador desta cidade se pronunciou na Câmara Municipal de Pinheiro, nesta terça-feira, ele é mais conhecido como Riba do Bom Viver e se elegeu na ultima eleição para vereador.
Agora ver o quanto nós erramos em eleger pessoas sem conhecimento, sem o mínimo preparo, talvez por isso que esta cidade também está atrasada politicamente. Queria poder entender melhor o porque das suas palavras, porém acredito que sua formação social explique tudo, pois dizer que o tambor-de-crioula não é cultura, e que ele não apoia nada referente ao tambor.
No mínimo deveria ter respeito as outras crenças, etnias e credos, principalmente sendo esta a nossa principal manifestação cultural, reconhecida como patrimônio imaterial da cultura popular maranhense e brasileira.
Penso que a Câmara de Pinheiro se é quem tem alguma moral ou sensatez deveria se retratar perante a sociedade, a raça negra e aos grupos de tambor-de-crioula da nossa região, caso contrário, vou acreditar que esta casa que representa o povo também está sem comando e comunga do mesmo pensamento do nobre vereador.
Pra começar o vereador Riba deveria ler mais sobre cultura pra poder se pronunciar, em segundo lugar respeitar as tradições culturais de um lugar, em terceiro conhecer as leis inseridas na constituição em seus níveis governamentais que preservam o livre direito a manifestação desta e outras culturas.
Já que ele afirma que o tambor de crioula não é cultura, deveria no mínimo se pudesse falar para nós, o que é cultura na visão dele? Melhor não esperar, pois o homem que não compreende o mundo a sua volta não é digno de representar um povo ou parte dele, talvez alguns pensadores estejam certo em dizer que o povo tem os representantes que merecem. Não quero acreditar nisso, pois penso que podemos ter gente mais esclarecida que represente a altura seu povo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário