A Hora da Verdade

A Hora da Verdade no blog do Herasmo Leite

1 de ago de 2017

Prefeita Valéria Castro participa de reunião com ministro da Saúde e com o governador do Estado



A prefeita de Presidente Sarney, Valéria Castro,  participou na segunda-feira (31), no auditório da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema), de uma  reunião com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, com governador Flávio Dino e demais  prefeitos e gestores de saúde.
Durante a reunião, o ministro abordou a importância da informatização das UBS por meio da implantação do prontuário eletrônico e anunciou R$ 22,1 milhões para qualificar, ampliar e fortalecer os serviços de Atenção Básica, no Sistema Único de Saúde (SUS), beneficiando 84 municípios do estado.
Segundo ele, o Ministério arcará com 50% dos recursos para a implementação da iniciativa nos municípios.Já o governador Flávio Dino garantiu que vai assumir a contrapartida dos municípios para implantação do prontuário eletrônico nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) com um aporte dos outros 50% que seriam de responsabilidade das prefeituras.
A medida visa dar maior agilidade no atendimento ao cidadão e melhor eficiência na gestão dos gastos públicos em saúde.

Valéria  disse que essas medidas visam dar maior agilidade no atendimento ao cidadão e melhor eficiência na gestão dos gastos públicos em saúde  “As diretrizes que foram apresentadas e chancelas pelo ministério da saúde e pelo governo do Estado vão possibilitar um melhor atendimento para as pessoas dos municípios”, disse a prefeita.

“Assumi compromissos novos, nessa linha nossa de apoio aos municípios, marcadamente no que se refere a constituição do protocolo eletrônico em que inicialmente o Ministério da Saúde disse que bancaria metade dos custos e os municípios a outra metade. Assumi publicamente, e reitero, que a parte dos municípios será assumida pelo Governo do Estado”, anunciou Flávio Dino.

De acordo com o governador, os municípios vão poder implantar a informatização e o protocolo eletrônico para dar um atendimento melhor e de mais qualidade para os cidadãos a custo zero, na medida em que metade vai ser financiada pelo Governo Federal e “a outra metade nós vamos assumir, ainda que seja uma obrigação dos municípios. Esse é um exemplo daquilo que nós estamos fazendo juntos e vamos continuar a fazer”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário