A Hora da Verdade

A Hora da Verdade no blog do Herasmo Leite

16 de mai de 2018

Governo do Maranhão realiza aula inaugural do EJA na Unidade Prisional Regional de Pinheiro



O Governo do Maranhão segue intensificando a oferta de educação nas prisões. Na tarde da última terça-feira (15) ocorreu a aula inaugural da modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA), destinada a detentos da Unidade Prisional de Ressocialização (UPR) de Pinheiro. A iniciativa é resultado de trabalho conjunto das Secretarias de Estado de Administração Penitenciária (Seap),  e Educação (Seduc).

As aulas serão ministradas de segunda à quinta-feira e ocorrem nos turnos da matutino e vespertino, e são lecionadas por professores seletivados da rede estadual de ensino. Ao todo, são quatro turmas.  A proposta é a oferta de Educação Fundamental aos custodiados, de 1ª a 4ª,  e de 5ª a 8ª  séries.
Segundo o Gestor da Unidade Regional de Educação de Pinheiro, Professor Ribinha Dias, o objetivo da Secretaria de Estado da Educação é a reintegração social desses internos por meio da educação. 

“O processo educacional dentro das prisões passa por várias etapas, sendo uma delas a criação de um Projeto Político Pedagógico (PPP) adequado ao ambiente carcerário, desenvolvido pelos técnicos da Secretaria de Educação. O projeto é totalmente adequado à realidade carcerária, mas não deixa de seguir os padrões disciplinares, como, por exemplo, a oferta do conhecimento sobre matemática, português e demais componentes aos internos que se dispõem a apreender”, informou o gestor.
O professor Ribinha disse ainda que a matrícula de cada detento é feita mediante a triagem pela Coordenação pedagógica do próprio presídio e que a iniciativa de inclusão do homem privado de liberdade faz parte da política de educação do governador Flávio Dino..

Com capacidade para 306 internos, a Unidade Prisional de Ressocialização (UPR) de Pinheiro começou a operar a parir de fevereiro de 2016 para desafogar o Sistema Prisional do Maranhão. 

A UPR de Pinheiro possui dois blocos, cada um com 20 celas coletivas com capacidade para até oito presos. A unidade prisional dispõe, ainda, de oito celas individuais – três para Portadores de Necessidades Especiais (PNE) –, oito celas de visitas íntimas, além de duas áreas para banho de sol coletivo e oito solários individuais. O prédio foi construído em uma área de 10.000m².

Nenhum comentário:

Postar um comentário