A Hora da Verdade

A Hora da Verdade no blog do Herasmo Leite

25 de jun de 2017

Em sua 11º edição, Agritec é consolidada como mudança da realidade da produção no estado


Fonte: SAF
Texto: Claudilene Maia
Fotos: Divulgação


Encerrada no último sábado (24), em Barra do Corda, a Feira de Agricultura Familiar e Agrotecnologia do Maranhão- Agritec, território Centro do Maranhão, foi sucesso de público e de capacitados. Passaram pela Feira, nos dias 22 a 24 (quinta a sábado) de junho mais de 15 mil visitantes e capacitados 4.538 pessoas, dentre agricultores familiares, população em geral e estudantes. A agritec está na sua 11º edição, e, em Barra do Corda, foi visível o acolhimento caloroso da população com a equipe do governo do Estado e parceiros que levaram diversos serviços à população da região.  

A programação levou conhecimento sobre acesso à água, a terra, assistência técnica, quintal produtivo, manejo em diversas culturas da agricultura familiar, potencial agrícola indígenas, associativismo e cooperativismo, crédito rural, criação e reestruturação dos Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural, mercados institucionais, programa Nacional de Crédito Fundiário, culinária, principais canais de comercialização de produtos da agricultura familiar, empreendedorismo na agricultura familiar e diversas outras ações.

A Feira proporcionou a 20 agricultores familiares do município de Arame adesão ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) com recurso garantido para comercialização na ordem de R$ 70 mil; 175 famílias de agricultores familiares receberam chaves das casas do Programa Nacional de Habitação Rural; o Governo do Estado entregou kits de irrigação para comunidades de Barra do Corda e Grajaú. Para incentivar a leitura no campo o município de Fernando Falcão recebeu 5 Arcas das Letras e agricultores assinaram Programa Nacional de Agricultura Familiar- PRONAF.

Um dos momentos mais emocionantes foi a entrega de 25 títulos individuais de terra pelo Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (ITERMA), órgão vinculado à secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF). Ao todo foram regularizado pelo Instituto 750 hectares de terra.

José Arimatea Gomes de Sousa, 64 anos e Iracema Martins de Sousa, 54 anos, são casados há 40 anos e lutavam há mais de 20 anos pela realização do sonho de serem donos de sua terra. “Hoje eu posso plantar e viver com minha esposa e meus 4 filhos em segurança, sem medo de perder a única coisa que nós construímos ao longo de tantos anos, vivendo juntos”, disse seu José. 

“A Agritec foi uma festa maravilhosa, um público excelente. É o Governo investindo fortemente na agricultura familiar para ajudar a transformar e fazer um Maranhão de todos nós”, afirmou o secretário de Agricultura Familiar, Adelmo Soares.

O evento mexeu com a economia local. Os agricultores familiares negociaram produtos, como galinha, frutas, hortaliças, farinha, artesanato e derivados do coco babaçu; e comerciantes, fornecedores de serviços e empresários da rede hoteleira também ganharam com o acontecimento inédito no município.

Na Agritec de Barra do Corda, que também foi chamada de Feira do território Centro do Maranhão, foram reunidos agricultores dos municípios de Santa Filomena, Arame, Barra do Corda, Fenando Falcão, Grajaú, Itaipava do Grajaú, Jenipapo, Sítio Novo e Tuntum. Durante o evento foram comercializados R$ 24.496,00 em produtos da agricultura familiar e R$ 1.800.000,00 em contratos com instituições financeiras.

A Fundação de Amparo à Pesquisa e Desenvolvimento Científico do Maranhão – FAPEMA, Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social - SEDES, secretaria de Ciência e Tecnologia (SECTI), secretaria de Estado da Mulher (SEMU), secretaria de Estado do Trabalho e da Economia Solidária (SETRES), secretaria de Meio Ambiente (SEMA), Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED) e Departamento Estadual de Trânsito  estavam realizando atendimento à população durante a Feira.

“A Agritec é uma Feira diferente porque por meio de parcerias leva conhecimentos e tecnologias de baixo custo para melhorar a produção e a qualidade de vida dos agricultores familiares”, explicou Júlio César Mendonça, presidente da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (AGERP).

Acesso ao crédito 

Outra novidade da Agritec foi a Lei 13.340/2016 que estará em vigor até o fim deste ano e beneficia produtores rurais com dívidas contratadas até 2011, proporcionando aos agricultores descontos de até 85% para liquidação ou repactuação dessas dívidas para 10 anos, com pagamento da primeira parcela somente a partir de 2021. O Banco do Nordeste e Banco do Brasil estavam com estandes na Agritec e realizaram atendimentos nos três dias.

AGRITEC

É uma realização do governo do Estado, por meio do Sistema SAF (composto pela secretaria de Estado da Agricultura Familiar- SAF, Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural- AGERP e Instituto de Colonização e Terras do Maranhão- ITERMA), juntamente com os parceiros: EMBRAPA, SEBRAE e movimentos sociais (FETAEMA, MST, ACONERUQ, MIQCB E FETRAF-MA).

A Feira tem o objetivo de garantir o acesso do agricultor familiar ao conhecimento e às novas tecnologias, de modo que ele possa melhorar a produção quantitativa e qualitativamente. Além disso, as feiras são um espaço reservado à divulgação e à comercialização dos produtos dos agricultores familiares e de acesso às instituições financeiras, entre outras oportunidades.

A feira já foi realizada nos municípios de São Bento, Caxias, Açailândia, Bacabal, Chapadinha, Codó, Grajaú, Viana e Zé Doca. Este ano a Agritec já foi sediada por Paraibano e Barra do Corda.
Para 2017, o Governo do Estado chegará até os municípios de Santa Luzia, Itapecuru-Mirim e Cururupu beneficiando os agricultores familiares dos territórios do Vale do Pindaré, Vale do Itapecuru e Baixada Ocidental.

Nenhum comentário:

Postar um comentário